Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Desenvolver competências exige prática

Publicado por:
02 mar

10.21

Continuando a abordar as competências escassas nos profissionais brasileiros, vimos na pesquisa utilizada como referência no artigo anterior que além de conhecimento, as empresas estão, cada vez mais, buscando candidatos que apresentem um conjunto de habilidades e atitudes “diferenciadas”. É importante, entretanto, compreender que algumas dessas competências podem ser mais “sofisticadas”, exigentes e, portanto, pressupõem um pouco de prática.

O jovem profissional que está ingressando no mercado de trabalho, ainda com pouca experiência, pode ter mais dificuldade em apresentar para o empregador algumas das competências que a pesquisa apontou como essenciais. Por exemplo, o pensamento crítico ou a capacidade de tomar decisões rápidas. Estas duas, em especial, são competências que são desenvolvidas ou apuradas de acordo com a maturidade profissional e a vivência, ou seja, requerem um pouco mais de tempo de carreira, coisa que o jovem ainda está construindo.

Ao mesmo tempo, também é comum encontrar jovens que possuem um conjunto de características individuais que permitem que seu desenvolvimento ocorra de forma mais acelerada. Por exemplo, aqueles mais ousados e criativos costumam obter resultados mais expressivos, já que normalmente são pessoas que se expõem às situações e com isso avançam mais rápido no caminho da experiência. Com uma boa orientação conseguem se desenvolver mais rápido e, por isso, são opções mais viáveis de contratação pelo potencial que possuem. Com um bom tutor, esses profissionais podem realmente ir longe.

Mas aqueles que não possuem um perfil mais arrojado não precisam perder as esperanças. Pelo contrário, grande parte das habilidades e atitudes exigidas no mercado de trabalho pode ser desenvolvida com a experiência. Vai exigir muito esforço, dedicação, prática e vivência. Pode ser que leve algum tempo, mas sem dúvida qualquer profissional pode chegar lá!

Comentários

Deixe o seu comentário