Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Fui promovido e serei gestor da minha própria equipe

Publicado por:
27 dez

10.0lideranca

Assumir um cargo de gestão é algo gratificante, mas também muito desafiador. A primeira experiência gerencial não costuma ser nada fácil e quando acontece do profissional ser promovido dentro da própria equipe, torna-se ainda mais exigente.

Quando se assume a gerência de uma equipe da qual se fez parte, um dos primeiros desafios geralmente é o de administrar a resistência dos demais integrantes em relação à mudança de comportamento do novo gestor. Na maioria das vezes, as pessoas não entendem que a postura diferente é necessária para atender as responsabilidades do cargo e manter o enquadramento profissional com toda a equipe de trabalho.

Será exigido nesta nova etapa que o gestor, por exemplo, saiba estabelecer certo distanciamento do grupo. Espera-se que ele consiga se manter próximo para ter condições de orientar a tarefa e dar suporte nas dificuldades, mas que também consiga manter uma distância que evite situações de intimidade ou confusão entre os vínculos profissional e de amizade. Toda essa nova situação naturalmente será motivo de estranheza para a equipe e poderá causar mais resistência ao novo comando, inclusive por parte dos mais amigos.

Mas como tratar os casos de amizade? Na maioria das vezes, não é preciso romper com os laços já existentes, mas é importante compreender que é mais exigente gerenciar um amigo. A atenção deve ser redobrada para não assumir uma postura que possa parecer privilégio, não deixar de fazer uma crítica quando for necessário e não confundir o ambiente de trabalho com o particular, se excedendo em conversas ou almoços somente com seu amigo, por exemplo.

Estes costumam ser os primeiros desafios do novo gestor e para aumentar as chances de sucesso, uma das primeiras ações ao assumir o cargo deve ser reunir a equipe e conversar sobre o novo momento. Deixar claro os seus desafios e pedir a compreensão e colaboração do grupo. Ouvir sugestões e evitar, de imediato, realizar mudanças bruscas. Em geral, fazer uma gestão mais participativa indica uma postura de parceria e nestes casos as pessoas tendem a ser mais solidárias e menos reativas.

Comentários

Deixe o seu comentário