Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Os diferentes estilos de gestão e o clima organizacional

Publicado por:
12 mar

10.11

Nas organizações, é comum existirem gestores com características e estilos diferentes – como, por exemplo, um mais arrojado e outro mais cauteloso – e isso é saudável para os negócios, afinal, pode-se aproveitar o que cada um tem de melhor e minimizar dificuldades individuais. No entanto, as diferenças de estilo não devem se sobrepor às diretrizes de gestão, nem tão pouco servir de justificativa para diferenças de tratamento na relação com as equipes.

É necessário que exista um conjunto de orientações que possa guiar a atuação de todas as lideranças. Uma espécie de “manual de práticas gerenciais” que respeite os estilos individuais, mas ao mesmo tempo direcione a atuação coletiva dos gestores. Caso contrário, se as características de cada um se sobressaírem, as equipes ficarão sem uma referência institucional, o que dará espaço para comparações, competições, etc.

Quando isso acontece, o clima organizacional é o primeiro a ser impactado. Formam-se subgrupos e as próprias lideranças acabam reforçando esses comportamentos prejudiciais. A empresa precisa, portanto, estabelecer o seu modelo de gestão, que deve ser comum a todos. Esse conjunto de diretrizes deverá nortear a atuação das lideranças, para além dos estilos.

E é essencial que essas diretrizes sejam pactuadas com o grupo de gestores e atualizadas sistematicamente. E lembre-se, não existe uma “receita” pronta. É preciso investir nessa construção coletiva.

Comentários

Deixe o seu comentário