Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Amizade entre gestor e subordinado exige cuidados

Publicado por:
07 mar

03.13

Na vida profissional, é muito comum trabalharmos com amigos pessoais ou construirmos laços de amizade dentro do ambiente de trabalho. Entretanto, quando essa relação envolve gestores e liderados, é preciso cuidado em definir claramente alguns limites, já que a empresa continua sendo um ambiente onde a postura profissional deve prevalecer em todos os sentidos.

O mais importante é que, em uma relação de trabalho, sejam assegurados o respeito à hierarquia e o tratamento igualitário a todos os integrantes da equipe. Ou seja, o gestor, por ser amigo de alguém, não pode privilegiar ou tratar de forma diferente um determinado empregado. Por exemplo, não se pode passar informações de forma privilegiada e, muito menos, reservadas.

Enquanto gerente, é preciso resguardar os interesses da empresa e saber diferenciar seu papel como gestor e como amigo. Quando esse limite é ultrapassado, os outros integrantes da equipe percebem essa atitude e passam a desconfiar de qualquer decisão tomada, e o ambiente de trabalho e a produtividade, mais cedo ou mais tarde, serão impactados.

Nos momentos de avaliação de desempenho, por exemplo, o gestor deve avaliar com justiça, neutralidade e isenção. Ele terá que usar a mesma régua com a qual avalia todos da equipe, sem privilégios, nem diferenciações. E caso o profissional apresente um desempenho ruim, não pode haver hesitação em identificá-lo e conversar a respeito. É preciso saber diferenciar o que é trabalho e o que é amizade.

Outro cuidado importante é não gerar uma situação de muita intimidade dentro do ambiente de trabalho. O profissional não deve entrar na sala do gerente sem ser anunciado, caso essa seja a prática normal da empresa. As regras e acordos estabelecidos devem valer para todos. Desta forma, tanto a relação de amizade quanto a relação de trabalho estarão resguardadas.

Comentários

Deixe o seu comentário