Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

O papel do mediador de conflitos nas empresas

Publicado por:
26 fev

7.5trainees

Nas empresas, é comum existirem pessoas habilidosas na mediação de conflitos que são frequentemente requisitadas para resolver atritos entre colegas de trabalho. Essa figura do mediador é muito importante para a dinâmica da organização, mas, é preciso atenção para não se estabelecer uma relação de dependência, ao invés de suporte e apoio.

O que faz de uma pessoa uma boa mediadora de conflitos, no geral, é a capacidade de ouvir os envolvidos no problema, de ser imparcial e agir sempre com bom senso e justiça, além de ser alguém de referência, legitimada pelas partes envolvidas e que transmita confiança. O mediador de conflitos acaba funcionando como “filtro”, ajudando com que apenas os problemas mais relevantes e complexos sejam levados para os gestores ou dirigentes da organização.

No entanto, tem outra função muito importante, que é trabalhar com as pessoas para que elas sejam mais autônomas e consigam resolver as suas questões sem depender sempre da intervenção de terceiros. Ou seja, tratar as partes envolvidas no conflito como sujeitos ativos do processo e corresponsáveis pela construção de soluções.

Em resumo, não é papel do mediador resolver o conflito pelos envolvidos, mas sim estimulá-los a enfrentar a situação de forma madura e profissional, permitindo-os estabelecer um acordo básico e encontrar uma solução viável para todos.

Comentários

Deixe o seu comentário