Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

A participação dos gestores nos processos seletivos

Publicado por:
22 mai

03.31

O desejo de qualquer gestor é encontrar um profissional pronto e que tenha o perfil ideal para fazer parte da sua equipe. Porém, não é difícil encontrarmos gestores que deixam a responsabilidade da escolha de um profissional para o seu time nas mãos da área de Recursos Humanos ou de uma empresa terceirizada. Porém, quando isso acontece, as chances de selecionar um candidato que tenha a competência técnica exigida pela vaga, mas que não se identifica com o estilo de trabalho do gestor, da área ou da empresa, são grandes.

Por isso, é muito importante que os profissionais que ocupam cargos de liderança se envolvam no processo de escolha das pessoas que farão parte das suas equipes. Afinal, são eles que estão inseridos no dia a dia das atividades da área e que conhecem as particularidades da dinâmica do trabalho. Sendo assim, faz toda a diferença quando os profissionais especializados em recrutamento e seleção atuam em parceria com os gestores em processos seletivos.

Mas como selecionar pessoas não é uma tarefa fácil nem prazerosa, muitos gestores acabam vendo essa atividade como uma chateação que os especialistas na questão poderiam tratar sozinhos. Os processos de seleção podem e devem ser conduzidos pelos especialistas em RH, mas em algumas etapas a participação do gestor da área demandante é indispensável. O RH pode selecionar os currículos e fazer uma análise mais técnica e comparativa do perfil dos candidatos, por exemplo, mas isso não é suficiente para definir a escolha.

Questões mais subjetivas que passam por afinidade e identificação com o jeito e o estilo de trabalho também precisam ser consideradas no processo de escolha. E é o gestor com quem o profissional trabalhará que tem mais condições para fazer essa análise. Por isso que se diz que a decisão final de um processo seletivo é de responsabilidade indelegável do gestor.

Em resumo, além de aumentar as chances de uma contratação bem-sucedida, a experiência mostra que quando os líderes se envolvem diretamente na escolha de um candidato, eles se tornam corresponsáveis pela decisão e são mais cuidados no processo de integração e desenvolvimento do novo profissional na empresa.

Comentários

Deixe o seu comentário