Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Integrar novos profissionais é essencial para o sucesso da contratação

Publicado por:
24 abr

10.11

A integração de novos profissionais é uma necessidade empresarial que muitas vezes não recebe a merecida atenção. Porém, é preciso lembrar: tão importante quanto a escolha de um bom profissional, é o processo de acompanhamento da chegada dessa pessoa à empresa, sendo esta uma das responsabilidades indelegáveis do gestor, que pode contar com a assessoria da área de RH.

Quando o novo profissional se sente acolhido, orientado e integrado à organização, e não apenas inserido nela, aumentam as chances dele ser bem-sucedido em suas atividades e de se sentir motivado e comprometido com o trabalho e com os resultados da empresa. Isso porque ele sabe exatamente qual é o seu papel na organização, o que se espera dele e como pode contribuir para o resultado final, além de poder contar com orientações sobre a cultura e o funcionamento da empresa.

Neste processo, alguns pontos não podem faltar:

• Apresentação sobre a empresa: missão, visão, valores, organograma, direitos e deveres da empresa e do empregado, possibilidades de desenvolvimento dentro da organização, dentre outras;
• Apresentação da equipe: principais atribuições e responsabilidades;
• Pactuação de um plano de atividades e alinhamento de expectativas e resultados esperados;
• Conversas sistemáticas para orientar e acompanhar as tarefas, esclarecer dúvidas e fazer os ajustes necessários;
• Avaliações periódicas e feedbacks sobre o desempenho. É fundamental verificar se as expectativas, tanto da empresa quanto do empregado, estão sendo atendidas.

Um processo de integração pode até parecer trabalhoso, mas quem faz garante que o resultado compensa. Os especialistas afirmam que as chances de sucesso da contratação aumentam significativamente e lembram que mais custoso é ter que encarar um novo processo seletivo num curto espaço de tempo, pois a contratação não vingou.

Comentários

Deixe o seu comentário