Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Empreender ou voltar para o mercado?

Publicado por:
06 fev

02.41

No auge da crise, perdi meu emprego e investi em um empreendimento próprio, mas ele não está rendendo como eu esperava. Com a retomada da economia, é melhor voltar ao mercado de trabalho ou continuar empreendendo?

Nos últimos anos, com a crise afetando a economia brasileira e muitas empresas enxugando seus quadros, a opção para muitos profissionais foi a de montar seu próprio negócio para tentar fugir do desemprego. Diante dos primeiros sinais de retomada, é comum que muitos desses novos empreendedores, principalmente aqueles que ainda não conseguiram obter o retorno financeiro esperado, pensem em largar tudo e voltar a buscar uma recolocação no mercado de trabalho.

Entretanto, é preciso ter cuidado para não tomar uma decisão impulsiva e acabar jogando fora o tempo e o dinheiro investidos na empreitada. Tenha em mente que os resultados não aparecem de uma hora para outra e que, principalmente quando o negócio tem uma estrutura mais complexa e um custo fixo maior, colher os louros do investimento feito pode levar algum tempo.

Para ajudar nessa decisão de voltar a procurar emprego ou permanecer empreendendo, as reflexões abaixo podem ser bastante valiosas:

1. Avalie o seu grau de identificação com a nova atividade. Afinal, para empreender com sucesso, é preciso gostar do que está fazendo, além de ter competências para correr risco, trabalhar sob pressão e liderar pessoas. Às vezes, as empresas não vão pra frente porque quem está no comando não tem um perfil adequado e, em pouco tempo, ficam sem energia para o trabalho e paciência para esperar os resultados acontecerem;

2. Avalie também o seu nível de conhecimento em relação ao novo negócio e ainda sua disposição para estudar e aprofundar as informações – fazer pesquisas sobre o segmento, entender as exigências do mercado, o desenvolvimento dos concorrentes e os riscos de empreender na área. Isso ajudará a ter uma avaliação mais fiel em relação às expectativas de futuro;

3. Tente administrar as expectativas e ser persistente. Se é realmente o que quer, não abra mão do investimento diante da primeira dificuldade, a não ser que o seu fôlego financeiro não permita que continue na rota do empreendedorismo.

Em resumo, a opção por ter um negócio próprio precisa ser vista como um projeto profissional, e não como algo temporário diante de uma realidade difícil. Mas caso a sua opção seja a de retornar ao mercado de trabalho, avalie como fará o repasse do negócio para não desperdiçar todo o investimento feito até então.

Comentários

Deixe o seu comentário