Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

A importância dos programas de integração

Publicado por:
17 mar

10.0lideranca

Ser contratado em uma nova empresa não significa simplesmente uma mudança de endereço de trabalho. Para o profissional que está chegando, haverá novas metas e atribuições, regras para se adaptar e colegas para conhecer. O processo de adaptação de um empregado recém-chegado é importantíssimo, e cabe à empresa criar um programa eficiente de integração.

Algumas atividades com o objetivo de apresentar a empresa, sua estrutura, cultura e valores para o profissional fazem parte de um programa de integração. É preciso que o novo empregado compreenda a lógica de funcionamento da empresa, a área onde ele vai atuar e as tarefas e responsabilidades inerentes do cargo assumido.

O ideal é que o RH da empresa dê um suporte para que o profissional e o gestor se reúnam e estabeleçam juntos um plano de trabalho para os primeiros três meses. Neste planejamento, devem ser definidas as prioridades, principais metas que ele deve atingir e os resultados esperados.

No momento de definição desse plano é importante que o profissional pondere, negocie com o gestor o que é prioritário para a empresa e o que ele pode dar de resultado nesse prazo de experiência. É necessário estabelecer uma forma de ser acompanhado pelo gerente, para que vejam se há algum ajuste a fazer ou dúvida que precisa ser esclarecida.

Mesmo quando não há um processo estruturado, o profissional pode, na sua contratação, combinar esse plano com seu gestor. Deve também investir para conhecer a cultura da organização, conversar com colegas e estar atento ao ambiente. Da parte do gestor, provocar essa integração é fundamental
Este processo é importante para que o profissional tenha um termômetro da sua evolução e também pode evitar a rotatividade e custos desnecessários com demissões que poderiam ser evitadas.

Comentários

Deixe o seu comentário