Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Como lidar com o assédio moral?

Publicado por:
25 ago

9.51 (1)

Você é vítima de frequentes “xingamentos” e gritos do seu gestor? É excluído de eventos profissionais importantes para suas atividades dentro da empresa? Passa por repetitivas situações vexatórias que te fazem sentir à margem da equipe? Isso é assédio moral. Saiba como agir.

Primeiramente, é importante destacar que um ambiente de trabalho deve ser respeitoso e que não podemos aceitar esse tipo de comportamento. Situações nas quais você é frequentemente intimidado, humilhado, especialmente na frente dos colegas, e sofre críticas no âmbito pessoal com teor pejorativo são inaceitáveis.

Há também situações implícitas que caracterizam o assédio, tais como: deixar de fora de reuniões para as quais o profissional deveria participar, criticá-lo para outros empregados, solicitar atividades muito inferiores as suas competências e ao cargo ocupado, entre outras atitudes que isolam a vítima. Então, o que fazer nessas situações?

De posse da alguns exemplos, preferencialmente evidenciados com e-mails ou testemunhas, deve-se procurar ajuda no RH da empresa. Informar o que está acontecendo e solicitar providências. Além disso, adote uma postura de não se deixar intimidar (muito embora seja difícil em alguns momentos), como por exemplo, destacar para seu gestor que deveria participar da reunião devido à relação com seus afazeres e responsabilidades.

Muitas empresas oferecem treinamentos aos seus gerentes sobre o que caracteriza assédio moral, como forma de orientar as atitudes, mas também de eximir-se da responsabilidade, caso aconteçam situações personalizadas e individuais. Além disso, fatos desse tipo devem ser combatidos pelas principais lideranças da empresa e o código de ética da organização deve pautar também o ambiente que se deseja.

Nos casos em que a situação ficar insustentável para o empregado, há a alternativa de entrar com uma ação trabalhista, mas é importante ter evidências para levar adiante. E se sua empresa não consegue dar o suporte necessário e reverter esse contexto, procure uma colocação em um ambiente melhor de trabalho.

Comentários

Deixe o seu comentário