Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Quanto tempo leva para formar uma equipe?

Publicado por:
02 abr

03.11 (1)

Não são raros os gestores que ainda acreditam que formar e desenvolver uma equipe é um processo rápido e simples. Por isso, muitos se preocupam quando não veem resultados a curto prazo e até mesmo desistem facilmente no meio do caminho, ao primeiro sinal de problema. Mas, no fim das contas, quanto tempo realmente se leva para formar uma equipe de sucesso?

A gestão de pessoas não é uma ciência exata e, por isso, não existem receitas prontas, inclusive no que se refere ao desenvolvimento de equipes. Cada empresa e cada indivíduo tem suas particularidades e é papel do gestor trabalhar para transformar um grupo composto por diferentes profissionais em um time integrado e coeso. Sendo bem otimista, a partir de um trabalho regular e bem feito, seria possível perceber os sinais de uma equipe desenvolvida a partir dos primeiros seis meses. No entanto, para se ter um “time” comprometido e alinhando, leva-se, em média, dois anos.

Por isso, a palavra de ordem para os gestores é uma só: paciência. No entanto, vemos, muitas vezes, a liderança desistir de um determinado profissional da equipe ao primeiro sinal de problema. É comum escutarmos reclamações como: “ele está cansado de saber o que deve fazer” ou “será que eu vou ter que fazer por ele”? É preciso cuidado com esse comportamento impaciente e queixoso, principalmente porque, de forma geral, quando um integrante da equipe não está cumprindo com suas responsabilidades ou falhando frequentemente, muitas vezes a origem do problema está na falta de orientação por parte do próprio gestor.

Outro ponto de atenção também deve ser a facilidade de se optar pela demissão sem tantas tentativas de aposta em quem está chegando. De forma geral, isso só vai fazer com que o processo demore ainda mais tempo, já que toda e qualquer pessoa que entrar no time vai precisar de ajustes e da atenção constante do gestor até estar devidamente integrada e apropriada das responsabilidades.

Enfim, é utopia acreditar que apenas juntar excelentes profissionais em uma área é suficiente. Cabe ao gestor trabalhar para desenvolvê-los enquanto equipe, reunindo seus pontos fortes e aprimorando suas qualidades.

Comentários

Deixe o seu comentário