Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

A habilidade do gestor em administrar conflitos

Publicado por:
24 jul

9.51 (1)

A facilidade de se relacionar e de promover um bom clima organizacional são exigências cada vez mais valorizadas nas organizações. E como, cada vez menos, temos ambientes convergentes dentro das empresas, saber lidar com conflitos é fundamental para o trabalho do gestor.

É a diversidade entre as pessoas que promove a riqueza nas relações de trabalho e a complementariedade de competências entre os profissionais da equipe. Ao se deparar com um conflito no grupo, a melhor saída é encará-lo como uma oportunidade de transformar as diferenças de perfis, estilos ou pensamentos em diferencias de competitividade.

Ser gestor, além das exigências do próprio negócio e da busca constante por resultados, também demanda cuidar das relações e do clima organizacional. Porém, as empresas são feitas de indivíduos diferentes entre si e que nem sempre reagem de forma similar frente às mesmas situações. E uma coisa é certa: se existem pessoas convivendo, vão existir conflitos.

O conflito é matéria prima da ação gerencial e, por isso, o líder deve reconhecer que ele faz parte da sua realidade. Estar preparado e ter neutralidade para tratá-lo faz toda a diferença. E apesar de, na maioria das vezes, o conflito ser visto como algo negativo, vale lembrar que, sem que haja divergências de visões e opiniões, seria quase impossível o desenvolvimento e a inovação.

Qualquer que seja o nível e a complexidade do conflito, é do gestor a responsabilidade principal pelo seu enfrentamento e resolução. E, nesse sentido, o primeiro passo é procurar falar sobre os problemas com os envolvidos para começar a tratá-los. Afinal, a prática tem mostrado que falar sobre as dificuldades pode aumentar momentaneamente o desconforto, mas não aumentará o conflito.

Comentários

Deixe o seu comentário