Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Preparando um bom currículo

Publicado por:
24 out

03.71

O currículo é a porta de entrada para o mercado de trabalho. Por isso, quem busca uma vaga deve ficar atento na hora de enviá-lo para se candidatar a uma oportunidade de emprego. Um currículo descuidado, desnecessariamente longo e com erros gramaticais pode prejudicar a imagem do candidato e impedi-lo de avançar para as outras fases da seleção.

Ainda é comum que os profissionais tenham dúvidas sobre a melhor maneira de preparar um bom currículo. Seja porque ainda não tiveram experiências no mercado de trabalho ou por estarem há muitos anos sem concorrer a uma oportunidade de emprego, algumas pessoas acabam ficando cheias de dúvidas na hora de colocar as informações profissionais no papel e cometendo erros básicos como escrever demais ou suprimir informações relevantes, por exemplo. Na hora de fazer o currículo, é preciso ter cuidado com a apresentação e seleção das informações para que passem uma boa impressão e despertem, na empresa, o interesse em conhecer o profissional.

Ao que se refere à apresentação, é preciso escolher atentamente o tipo e tamanho da fonte que será usada no currículo para deixá-lo o mais sóbrio e legível possível. A disposição das informações deve considerar um padrão de margens e espaçamentos entre parágrafos que facilite a leitura e sem erros de português ou digitação. Logo no início da página, deve-se colocar os dados indispensáveis do candidato, como nome completo, endereço, telefone, data de nascimento e o e-mail, além dos seus objetivos profissionais, ou seja, áreas de interesse ou função para a qual quer se candidatar. Acrescentar ainda as informações sobre formação, nível de escolaridade com data de conclusão do curso.

Já para a seleção dos conteúdos, uma dica importante é fazer um currículo direcionado, montado de acordo com a vaga a que quer se candidatar. Neste sentido, é importante ressaltar no documento aquelas experiências e conhecimentos que mais se relacionem com a função em questão. As demais experiências devem também ser incluídas, porém com menor ênfase, sem necessidade de muito detalhamento.

Ainda com relação às experiências de trabalho, elas devem vir em ordem decrescente – da mais recente até a mais antiga – com detalhamento da função exercida e descrição de cada desdobramento. Caso ainda não haja experiências, o candidato pode escrever sobre seus objetivos na área e atividades afins que lhe adicionaram bagagem para seu primeiro trabalho. Por exemplo, incluir caso tenha participado de pesquisas acadêmicas, produção de artigos, atividades voluntárias ou desportivas que agreguem valor ao currículo.

Inclua também as informações sobre cursos que complementam sua formação, assim como o grau de fluência em idiomas e o nível de informática que possui quando a informação for relevante. Acrescente, para finalizar, sua pretensão salarial e alguns contatos que possam servir como referência profissional.

No fim das contas, o profissional que busca seu lugar no mercado de trabalho deve entender que depende do seu currículo a primeira impressão que ele causará em seus entrevistadores. Dedicar um pouco mais de tempo na sua preparação pode fazer a diferença. Mãos à obra e boa sorte!

Comentários

Deixe o seu comentário