Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Recebi um pedido inadequado do chefe. O que faço?

Publicado por:
15 ago

02.41

Meu chefe tem o costume de me fazer pedidos inadequados e que não condizem com a minha função, como, por exemplo, tratar alguma dificuldade com outro colega de trabalho quando é ele, como gestor, quem deveria falar. Como devo lidar com esta situação?

É muito comum encontrarmos chefes fazendo pedidos inadequados para suas equipes e mais natural ainda é a reação dos profissionais, optando por levar o pedido adiante, com receio de demonstrar sua discordância, mesmo correndo o risco de se colocar numa situação difícil com os colegas ou de fragilizar a liderança de seu gestor.

Porém, é preciso entender que a postura que se espera de um bom profissional não é simplesmente a de “obediência”. Pelo contrário, o que as empresas querem são profissionais capazes de assumir uma postura crítica, que não apenas fazem o que lhe é solicitado seguindo o piloto automático, mas raciocinam sobre suas atividades e conseguem argumentar, mesmo quando a situação envolve um comando superior. Pode parecer difícil num primeiro momento, mas seguir essas dicas pode ajudar:

1. Ao receber um pedido inadequado, primeiro busque compreender quais dificuldades podem estar levando o seu chefe a transferir a responsabilidade para você. Pode ser falta de tempo, por exemplo, e talvez seja possível construir uma alternativa mais adequada juntos;
2. Construa argumentos que justifiquem porque o pedido é inadequado e como essa atitude pode acabar prejudicando a imagem do próprio gestor diante da equipe e a sua também;
3. Chame o chefe e exponha seus argumentos. O medo será mais forte da primeira vez, mas conforme for exercitando este contraponto, mais fácil vai ficando caso a situação se repita.

Entretanto, mesmo expondo os argumentos e tentando ajudar a construir uma alternativa mais adequada, algumas vezes, não se consegue mudar a decisão do chefe. Nesse caso, pode ser que o melhor seja ceder, mas não desistir, se surgir novas situações.

Comentários

Deixe o seu comentário