Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Como não ser visto como “filho do dono”?

Publicado por:
04 jul

7.1 estagio trainee11

As empresas familiares representam cerda de 50% do PID do país. É natural que seus fundadores, pensando na continuidade do negócio, invistam no planejamento sucessório contando principalmente com seus filhos, sobrinhos e netos no comando da organização. Entretanto, para esses jovens que optarem por construir suas carreiras na empresa da família, é válido refletirem sobre como buscar ser reconhecido profissionalmente não sendo vistos apenas como “filhos, sobrinhos ou netos do dono”.

Em primeiro lugar, a entrada na empresa da família precisa ser uma escolha por identificação com o negócio e perfil de competência. A situação já começa errada se alguém escolher, por exemplo, entrar apenas ter emprego e renda garantidos fazendo pouco esforço ou por falta de oportunidade no mercado de trabalho. Passada essa etapa e se realmente trabalhar na empresa da família for a escolha do profissional e da organização, vale seguir algumas dicas:

1. Haja de acordo com o seu cargo na empresa. É preciso se colocar como parte da equipe em que está incluído, seguindo as regras que valem para todos;
2. É importante não usar o vínculo familiar para usufruir de um lugar diferente na empresa, como, por exemplo, usar a secretária da diretoria para assuntos pessoais, usar a sala do pai, enfim, solicitar “favores” que possam reforçar uma relação privilegiada por ser alguém da família do dono;
3. Quando tiver problemas ou discordâncias em casa, não leve esses assuntos para serem tratadas no trabalho e vice-versa. O que acontece na família deve permanecer na família;
4. Cuidado para não atropelar a hierarquia. Usar o acesso que tem à família para resolver questões da equipe em que faz parte não é recomendado. Deixe que o gestor trate dos assuntos referentes à equipe, pois isso é parte da função dele.

Em resumo, manter o enquadramento adequado e ter uma atitude profissional vai fazer com que o reconhecimento e respeito pela sua competência aconteçam naturalmente.

Comentários

Deixe o seu comentário