Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Espaços coletivos aumentam os conflitos?

Publicado por:
06 abr

7.0estagio trainee

As empresas têm optado por espaços cada vez mais coletivos, diminuindo a prática de cada profissional ou setor ter uma sala própria. Porém, com as equipes dividindo os mesmos ambientes, é natural que a convivência aumente o potencial de conflitos. Mas como evitá-los?

Seja para criar um clima organizacional mais interativo, estimulando a troca de experiências, ou na intenção de reduzir custos, os ambientes coletivos nas empresas são cada vez mais comuns. Entretanto, diferentes formações, rotinas, horários e personalidades reunidas em um só espaço pode abrir caminho para uma série de dificuldades. Nesses casos, as regras devem ser muito bem definidas para que um não interfira no trabalho do outro.

A regra de ouro que ajuda a evitar os conflitos em ambientes de trabalho compartilhados é organização; é preciso conscientizar a todos sobre a importância de deixar o espaço de forma que qualquer pessoa seja capaz de encontrar o que precisa. Arrumar sempre que utilizar, fazer uma limpeza rápida diariamente, não deixar copos usados ou restos de borracha nas superfícies, por exemplo, arrumar as cadeiras que tirou do lugar, etc, são atitudes essenciais e dever de todos.

Algo que costuma funcionar muito bem em espaços coletivos é a prática de acordos. É preciso definir se é permitido comer na sala, se pode atender o celular, se deve deixar o aparelho no silencioso, entre outros. Combinar antes dos problemas acontecerem deixa as coisas mais fáceis de serem resolvidas e os conflitos por coisas pequenas longe das equipes.

Comentários

Deixe o seu comentário