Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Quando o empreendedor é o gargalo do próprio negócio

Publicado por:
19 jan

10.0lideranca

Iniciar e gerir um negócio é sempre um desafio. Em geral, começa-se pequeno, com uma equipe mais reduzida e com o empreendedor assumindo grande parte das atividades, centralizando as decisões e sem muito tempo para pensar a gestão, fazer planejamentos e acompanhar as equipes de trabalho. Logo, as primeiras dificuldades começam a aparecer e o empreendedor já não consegue resolver todas as questões. Problemas com clientes, atrasos nos processos internos e o sentimento de que está perdendo oportunidades se torna mais frequente.

E esse cenário é mais comum do que se imagina. Muitos empreendedores esperaram o problema acontecer para só depois investir na organização e estruturação do negócio. É comum neste início que, no intuito de garantir a qualidade das ações e na ansiedade de atingir os resultados previstos, o “dono” tenha mais dificuldade de descentralizar e, assim, o andamento de questões simples e corriqueiras demoram e emperrando os demais processos de trabalho.

Quando não há delegação, a equipe tem dificuldade de avançar porque qualquer decisão depende da presença ou autorização do dono e o negócio se prejudica já que o empresário não consegue ter tempo hábil para lidar com todas as questões operacionais e estratégicas ao mesmo tempo. De toda forma, não é isso que vai impedir o negócio de crescer, mas seria muito mais fácil se o crescimento se desse de forma estruturada.

Para evitar essa situação, é preciso que, desde o início, o empresário tenha em mente que é necessário formar uma equipe, dividir tarefas e atribuir responsabilidades ao grupo, definindo os limites de autonomia de cada um, deixando claro quais decisões dependem dele e quais podem ser delegadas. Isso é essencial para que as pessoas tenham compromisso com o negócio, como se fossem donos.

Este é o caminho para o crescimento. Ou seja, não é preciso esperar o negócio ficar grande para investir em gestão. Quando começa organizada, com planejamento bem estruturado e equipe treinada e engajada, a empresa tem bem mais chances de alcançar o sucesso.

Comentários

Deixe o seu comentário