Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Tive um acesso de raiva no trabalho. O que faço?

Publicado por:
28 jul

imagem12

Em situações de estresse dentro da empresa, não é incomum vermos profissionais no limite de sua paciência. Mas quando o temperamento foge ao controle e se tem um acesso de raiva no trabalho, a imagem pode ficar prejudicada. Então, o que fazer após um desses momentos?

Se você fez alguma grosseria ou tratou mal algum colega de trabalho, deve procurá-lo diretamente para se desculpar. Não admitir que errou no tratamento é a pior atitude que pode ser tomada, mesmo que sua contrariedade tenha fundamento. Deixar o mal estar se prolongar não fará bem a ninguém, e pode deixar o ambiente de trabalho pesado, gerando um péssimo clima na empresa.

Em situações em que outras pessoas presenciam a situação, como em uma reunião, por exemplo, outro ponto muito importante é se desculpar também com todas elas pelo fato ocorrido. Mostrar que entendeu seu erro de conduta é o primeiro passo para manter a credibilidade.

Vale ainda analisar o que fez você se exaltar e tomar algumas atitudes para que não volte a acontecer; se seu descontrole teve como motivação erros sistemáticos na equipe que estão impactando nos seus resultados, por exemplo, pode-se combinar com os colegas alternativas para a solução dos problemas. Faça acordos sobre procedimentos que podem evitar os erros acidentais. Mas se foi por seu próprio estresse acumulado devido a outros fatores, é fundamental avaliar o que pode ser feito e buscar despressurizar.

Se o estresse é por falta de dinheiro, reveja suas despesas fixas e monte uma estratégia para enfrentar o momento difícil sem tantos apertos. Se for por problemas pessoais, ter uma válvula de escape para relaxar pode ajudar – exercícios físicos, conversa com amigos ou pedido de ajuda à profissionais. Todas as medidas são válidas.

Enfim, todos estão sujeitos a um momento de descontrole e é comum chegar ao seu limite em algum momento; o importante é não deixar que esse comportamento se torne uma constante e você fique sendo conhecido dentro da empresa como uma pessoa destemperada.

Comentários

Deixe o seu comentário