Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Motivação

Publicado por:
18 jun

02.51

Um tema muito comum e sempre atual é o famoso problema da falta de motivação, sobretudo em tempos difíceis, de correria e muita expectativa ou preocupação, como é o caso do ano de vestibular.

Sobre a motivação, aliás, parece haver um consenso — equivocado — de que seja algo alcançado por meio de receitas, dicas e fórmulas “mágicas”; algo que vem de fora para dentro. Na verdade, ela pode até ser estimulada, mas depende diretamente da postura pessoal, dos interesses de cada um e de quanto o desafio a ser alcançado é interessante e mobilizador.

Por isso, não caia na armadilha do “não estou motivado para estudar diariamente” ou “não consigo prestar atenção nas aulas porque estou desmotivado”. Quem entra nessa pode ser fisgado por outra armadilha: livros e palestras de conteúdo “motivacional”. É o tipo de coisa que pode até surtir efeito em alguns casos, mas são efeitos imediatos e passageiros, que duram apenas o tempo da palestra ou de ler o livro.

Para tornar-se motivado de fato, é preciso construir seu projeto de futuro definindo aonde você quer chegar e as metas que quer atingir, de modo que ele seja algo mobilizador e leve você a se sentir constantemente estimulado a alcançá-lo. Um bom exemplo de “projeto de futuro” é passar no vestibular, no curso e na faculdade desejados.

Mas, para tanto, é preciso zelar pelas boas condições de estudo e procurar se desenvolver continuamente, ou seja: tentar se superar e melhorar nas próprias atividades cotidianas, com o objetivo de apreender cada vez mais os conteúdos necessários ao exame.

Por fim, vale reforçar: mudança de atitude é fruto de muito esforço, mas também do reconhecimento de suas potencialidades e seus limites.

Comentários

Deixe o seu comentário