Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

O que você tem a oferecer?

Publicado por:
23 maio

03.61

Com o número de vagas sobrando em contraponto à quantidade de desempregados, o jovem às vezes tem receio de escolher uma profissão e ser malsucedido. A possibilidade de não conseguir emprego e a falta de clareza sobre a profissão que quer exercer são motivos pelos quais alguns estudantes fazem opção por cursos com que não se identificam tanto, buscando “garantia” de empregabilidade. Será esse o caminho certo?

Procurar se manter informado sobre a prática profissional na carreira que você pretende seguir é indispensável. Perigoso é inverter a ordem: colocar o mercado de trabalho acima de todas as prioridades, até mesmo da sua vocação. Seguir uma carreira sem aptidão ou interesse é tão arriscado que nem um mercado amplo e em expansão pode representar uma garantia de sucesso. Por quê? Simples: porque a empregabilidade e o sucesso profissional dependem muito de você.

Parece incrível, mas há processos seletivos em que, por vezes, sobram vagas devido à escassez de candidatos que preencham o perfil traçado. Isso só reforça a hipótese de que a empregabilidade depende cada vez mais de nós. Lembra o que era diferencial competitivo há poucos anos: habilidade para o relacionamento e conhecimento em informática? Hoje é condição de partida.

Uma boa oportunidade de adquirir experiência e se inserir no mercado de trabalho são os programas de estágio ou trainee. Eles oferecem, além do aprendizado, muitas vantagens, pois se trata de um processo de capacitação estruturado que envolve atividades rotineiras e de estudo voltadas para o desenvolvimento do jovem profissional.

Mas, se há vagas sobrando, por que muitas vezes falta emprego? Por que há um número tão grande de profissionais despreparados para as oportunidades que surgem? Porque, para ter o perfil profissional desejado pelas empresas, é preciso um investimento contínuo. E, embora seja necessário também um investimento financeiro em cursos de línguas, atualizações e capacitações, por exemplo, há outros pontos que merecem destaque: dedicação de tempo, força de vontade, persistência, planejamento e, acima de tudo, foco.

Se você deseja ser bom o suficiente para atender aos requisitos das vagas que surgem, é necessário ter bastante clareza do caminho que você quer seguir e do que é necessário investir para alcançar aquela meta. Perseverança e disciplina, como se sabe, são fundamentais. Portanto, na hora de escolher a sua profissão — e mesmo quando já estiver atuando nela —, não pense no que o mercado pode lhe oferecer: pense no que você vai oferecer a ele!

Comentários

Deixe o seu comentário