Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Confraternizações em tempos de pandemia: o que fazer?

Publicado por:
17 dez

11.1

A confraternização de final de ano nas empresas representa muito mais do que uma festa. É um rito de passagem e fechamento de ciclo, onde se comemora os resultados positivos do ano que está sendo encerrado e a abertura de um novo, cheio de possibilidades. Porém, com a pandemia, os formatos tradicionais das celebrações tiveram que ser repensados, mas elas não devem ser deixadas de lado.

Já falamos muito em outros anos sobre a importância das confraternizações para celebrar as conquistas e como oportunidade para estreitar as relações entre gestores e equipes. Além disso, é o momento ideal para agradecer os empregados pela parceria e comprometimento no ano que acaba. E neste 2020, isso se faz ainda mais necessário.

A pandemia mexeu com a dinâmica de quase todas as organizações. Foram muitas mudanças, incertezas, cortes financeiros e outras adaptações extremamente necessárias para que as empresas pudessem sobreviver à crise. E por mais que o coronavírus ainda esteja entre nós e que o distanciamento físico ainda seja muito importante e recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a alternativa é encontrar soluções para que as celebrações aconteçam com segurança.

Kits e brindes entregues nas casas dos empregados, eventos interativos 100% online, stand-up comedy, encontros drive-in, lives com shows de talentos e de bandas, game virtual, etc. São várias as possibilidades e muitas empresas estão inovando nos formatos das celebrações. O importante é usar a criatividade e ver o que cabe no orçamento para que o momento não passe em branco.

Com custo alto ou até sem custo, o importante é o simbolismo. Afinal, só o fato de ter sobrevivido até aqui já é motivo para comemorar, mas com cuidado. A vacina está perto de chegar, então, vamos esperar para festejar juntos, presencialmente, quando for seguro para todos.

Comentários

Deixe o seu comentário