Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

O papel das empresas na formação dos estagiários

Publicado por:
18 jul

03.31

Com a crise, muitas empresas deixaram de investir nos programas de estágio e não é incomum encontrarmos organizações que contratam estagiários considerando o custo mais baixo para cumprir tarefas operacionais. Porém, para empresas que querem se manter competitivas no futuro, pensar na formação desses jovens talentos é essencial.

Mais do que uma porta de entrada para o mundo corporativo, para muitos estudantes o estágio é o primeiro contato com a realidade e a prática da profissão escolhida. E, quando bem orientados e capacitados, os estagiários podem trazer ideias, novas formas de fazer e, inclusive, estimular a discussão sobre ajustes nos processos.

No caminho para a estruturação de um programa de estágio efetivo, a primeira tarefa é definir as etapas, que vão desde o processo seletivo e a integração dos estagiários até a formatação de uma capacitação, que deve considerar questões técnicas e, principalmente, o desenvolvimento de habilidades que sejam essenciais para a empresa.

A definição do perfil dos estagiários, com clareza das competências necessárias, vai ser um importante balizador para o sucesso do programa. Além disso, durante o processo de seleção, é importante buscar candidatos com projetos de futuro alinhados ao projeto da organização.

Planejar todas etapas é fundamental, mas não se deve esquecer do monitoramento constante dos resultados ao longo do contrato de estágio, para orientar e corrigir falhas. Além disso, deve-se prever no programa a inclusão dos estagiários nas áreas mais estratégicas para a empresa. Afinal, eles podem ajudar e muito em questões como modernização e comunicação quando são estimulados a olhar para o negócio.

Comentários

Deixe o seu comentário