Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Eventos corporativos como ferramentas de integração e motivação

Publicado por:
01 jan

11.1

Os eventos sociais corporativos, como confraternizações de final de ano, comemorações de aniversário ou festas para celebrar as conquistas, são importantes ferramentas para integrar e motivar as equipes. Porém, o que se vê em algumas empresas é que esses eventos viraram mera formalidade, muitas vezes organizados sem planejamento e sem cuidado, tornando um momento que deveria ser agradável para todos em uma experiência a ser esquecida.

Engana-se quem pensa que é só para incentivar a socialização entre os empregados que os eventos corporativos servem. Além de oferecer um espaço de descontração para que pessoas de diferentes setores se conheçam melhor, aumentando a afinidade entre os times, as comemorações são boas oportunidades para promover a imagem da empresa e estimular o processo de identificação empresa-empregado. Equipe entrosada entre si e engajada com os propósitos empresariais faz diferença no processo produtivo. Por isso, ao organizar um evento corporativo, é preciso cuidado e coerência.

Considerar o público-alvo e a motivação da festa é essencial. Se for algo voltado para os colaboradores, deve-se pensar em um formato que se adeque e seja confortável para todos os profissionais da empresa, desde o pessoal que auxilia na limpeza até a alta direção. Não fazer distinção durante a festa também é muito importante. As mesmas comidas e bebidas, por exemplo, devem ser servidas para todos os convidados. Tudo isso fará com que as equipes se sintam prestigiadas pela empresa.

Além disso, a liderança da organização deve ser a anfitriã do evento não apenas “no papel”. São nessas ocasiões que um bom líder consegue, aparentemente, se desvincular de seu título e posição para conquistar a admiração de seus liderados enquanto colega de trabalho, mas claro, sem passar do ponto na informalidade e sem desconsiderar que é o líder.

Comentários

Deixe o seu comentário