Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Cuidado: seguir o caminho mais fácil pode ser uma armadilha

Publicado por:
20 dez

06.5mudar

Omitir, relativizar ou optar por seguir caminhos mais cômodos diante de um conflito ou erro é um mecanismo de defesa comum do ser humano, já que temos a tendência de buscar formas para desviar de situações difíceis. No âmbito profissional, no entanto, é preciso tomar cuidado para não amenizar um problema criando outro muito maior.

No dia a dia de trabalho, é comum encontrarmos profissionais que preferem optar pelos caminhos mais fáceis, principalmente quando envolve alguma situação de difícil trato ou quando sabem que outras pessoas não irão reagir bem à questão. Porém, muitas vezes, escolher contornar o problema ao invés de encará-lo de frente é uma grande armadilha.

Como já diz o ditado, “uma pessoa imatura foge dos problemas, já uma pessoa madura procura soluções para esses problemas”. Ou seja, quem não assume as suas responsabilidades foge da obrigação de responder pelo que fez. Essa atitude rompe os compromissos e, claro, também quebra a confiança.

Isso porque, ao optar pelo caminho mais cômodo, muitas vezes assumimos decisões que no futuro não teremos condições de sustentar, e o problema acaba tomando uma proporção muito maior. Em resumo, fugir da realidade nunca é o melhor caminho, já que as dificuldades serão apenas minimizadas por um tempo, mas continuarão ali, sem uma solução definitiva.

Nesses casos, o ideal é explicitar e buscar condições para enfrentar o desconforto, para encarar e resolver a situação de frente.

Comentários

Deixe o seu comentário