Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

A importância do Plano de Desenvolvimento Individual

Publicado por:
15 fev

04.21

Todo ciclo de avaliação de desempenho de um profissional deve se encerrar com a construção de um conjunto de compromissos pactuados com o profissional, para nortear o que precisa ser melhorado em um determinado período de tempo. Porém, na realidade de algumas organizações, é comum que esse pacto não aconteça, ou não seja acompanhado periodicamente, sendo resgatado apenas na avaliação seguinte, comprometendo a conquista dos resultados efetivos. Mas qual seria a melhor forma de fazer esse acompanhamento?

O objetivo do plano de desenvolvimento individual é delimitar as ações concretas que permitirão manter o foco e definir estratégias que vão contribuir para o caminho a ser trilhado, visando à melhoria do desempenho. Além de ser um instrumento importante para o comprometimento do profissional com o seu próprio desenvolvimento, também pode ser considerado uma ferramenta relevante da gestão de pessoas, permitindo comparar os resultados de cada avaliação e analisar o alcance de melhores resultados.

Apesar de muitas empresas terem políticas de desenvolvimento estruturadas, quando isso não acontece, o profissional pode tomar a iniciativa e dar o primeiro passo, buscando construir com o suporte do seu gestor imediato as metas e ações que devem ser priorizadas, sem esperar um movimento formal da organização para começar. Afinal, o maior interessado na melhoria do seu desempenho é ele mesmo.

Mas, apenas definir o que deve ser feito não se constitui em garantia para que o que foi planejado aconteça. Mesmo que haja vontade e um compromisso inicial do profissional, é preciso ir mais além. Para que o plano funcione de maneira eficaz, é necessário estabelecer uma rotina periódica de acompanhamento que permita avaliar os avanços e os aspectos que ainda precisam ser melhorados em tempo hábil.

Afinal, quando este monitoramento não é feito, o profissional perde a oportunidade de acompanhar sua evolução, e pode acabar deixando passar algo, sem dar a ênfase necessária para algum aspecto importante apontado na avaliação. Ele também ajuda a estreitar o diálogo com o gestor, que pode se utilizar, também, da ferramenta, para avaliar e ajudar no crescimento do profissional, o que será vantajoso também para a empresa.

Comentários

Deixe o seu comentário