Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Você se contrataria?

Publicado por:
14 nov

03.7

Muitas vezes, o profissional entra numa rotina tão comum e conhecida para ele que acaba se esquecendo de revisitar alguns comportamentos básicos e avaliar se está entregando o seu melhor desempenho. Apesar de ser um movimento natural, é preciso ter cuidado com essa acomodação, pois ela pode distanciar o empregado do padrão que é exigido dele, colocando seu cargo em risco.

Por isso, é válido parar e se perguntar: “se eu estivesse começando agora nesta empresa, estaria trabalhando do mesmo jeito, desempenhando minhas atividades da mesma forma e com o mesmo interesse?”. Indo além nesta autoavaliação, também é interessante se questionar se, caso estivesse do outro lado hoje, contrataria um profissional igual a você?

Não é raro obter uma resposta negativa para essas questões. Isso acontece porque nos acostumamos com a atividade, com o clima e com a cultura e, de alguma forma, nos acomodamos. Para evitar acomodação, é essencial manter-se alerta para não ser totalmente capturado pela rotina e pelo funcionamento no “piloto automático”. Lembre-se de confrontar seu próprio comportamento com aquilo que você acredita ser um padrão de excelência, e persiga este padrão continuamente. Enquanto profissionais, devemos sempre estar atentos às melhorias e não à acomodação.

Às vezes, temos um chefe mais tolerante com algumas questões e nos deixamos influenciar. Isso pode ser uma armadilha. Não deixe de fazer aquilo que é certo em função do movimento ou perfil do grupo ou do próprio chefe. Por exemplo, se seus colegas costumam chegar atrasados ou não levam muito a sério os prazos finais, pois sabem que têm margem para negociar com o gestor, cuidado. Isso pode se tornar um círculo vicioso e prejudicar seu desempenho geral. Entenda que é cumprindo com o seu melhor papel que você tem chance de se diferenciar.

Por fim, tenha sempre em mente que a sua visão de um bom empregado precisa estar alinhada com a expectativa da empresa em relação à sua atuação. Procure ter explicitado os resultados que esperam de você nas diferentes atividades e questione sempre que achar oportuno se sua avaliação está sendo positiva. Desta forma, você se manterá sempre um profissional “contratável”.

Comentários

Deixe o seu comentário