Alt + Shift + C ir para o conteúdo Alt + Shift + M ir para o menu Alt + Shift + B ir para a busca Alt + Shift + F ir para o rodapé

Aprendendo a lidar com as críticas

Publicado por:
03 out

03.13

Alguns profissionais têm bastante dificuldade em reconhecer suas próprias falhas. Mesmo quando recebem uma crítica, não levam em consideração ou preferem justificar o problema no outro ou em fatores externos. Mas como fazer para compreender melhor uma crítica?

Algumas vezes, a dificuldade em aceitar uma crítica pode estar associada à autoimagem muito idealizada, ou seja, uma visão sobre si mesmo excessivamente positiva. De fato, pessoas com perfil mais narcisista, usando uma linguagem mais psicanalítica, buscam o tempo todo o reforço dos seus aspectos positivos e, portanto, rejeitam qualquer situação em que tenham que se confrontar com suas próprias fragilidades, preferindo deslocar o problema para terceiros.

Além desse grupo com perfil mais narcisista, existem também pessoas que não recebem bem as críticas pelo fato de terem uma visão distorcida sobre elas. Entendem crítica como algo ruim, um ataque ou uma afronta. Nesses casos, o comportamento mais comum é o de tratar como uma ofensa pessoal ou de pensar que o colega está querendo lhe prejudicar de alguma forma.

Mas é importante parar para pensar o que se perde quando desconsideramos a opinião do outro sobre nós, sobre nosso trabalho ou desempenho. No âmbito profissional esse comportamento reativo pode ser fatal para a sua carreira. Para mudar esse quadro, o primeiro passo é saber diferenciar uma crítica construtiva daquela que, de fato, não agrega em nada. Nesse sentido, algumas dicas podem auxiliar nesta avaliação:

1) Analise o histórico do seu relacionamento com o colega que fez a crítica. Caso nunca tenham tido atritos ou situações mal resolvidas, a maior probabilidade é de que a avaliação tenha sido feita no intuito de ajudar;
2) Analise o tom e a linguagem da crítica: de que forma ela foi feita? Ela trouxe contribuições ou veio apenas em tom de denúncia ou ataque?
3) Pondere a forma como a crítica chegou até você: ela foi realizada na frente de todos ou de modo reservado?
4) Reflita se o que está sendo dito pode lhe ajudar de alguma forma, caso você consiga aplicar a mudança que está sendo indicada.

Enfim, é necessário ter em vista que uma crítica construtiva, quando bem compreendida, é capaz de colaborar com o nosso desenvolvimento profissional e evitar acomodação. Além disso, as críticas construtivas podem ajudar a reforçar o relacionamento entre as partes envolvidas, afinal de contas, quando alguém faz este tipo de avaliação é porque acredita que o outro é capaz de melhorar e evoluir.

Comentários

Deixe o seu comentário